There was an error in this gadget

6/17/2008

ainda encontro a fórmula do amor

Eu pensei que, se eu trancasse numa gaveta as coisas que me lembram você, ia ficar tudo bem. Ô ilusão. Foi só olhar pro lado pra perder a direção, o tino, a postura. E nem fiz questão de esconder, carimbei na testa:
.
.
A mesa ao lado me desconcerta.
.
.
E dizem que você nunca vai lá! Mas ontem você foi. Parece que de propósito.
E nem me viu. Isso, eu acho até que foi bom.
ô inferno. Nunca vi alguém ficar tão bem todo de branco e com um ray ban na cara.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
"eu podia ser seu espinho, ser a pedra no seu caminho, seu ciúme doentio, mas eu to falando de amor (...) eu podia ter um segredo pra te transformar num brinquedo, te deixar morrendo de medo mas eu to falando de amor (...) eu podia ser a ternura, sem desejo, beijo, nem sexo, ser somente a história mais pura, mas eu to falando de amor"
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
e tem mais uma coisa!!!! qq dia desses eu encontro a tal da formula do amor...

2 comments:

Gilgomex™ said...

me deu vontade ouvir músicas antigas... pq será?

PS: saudações cruzeirenses!!!

Felipera said...

afff Perci... vai la da 3 tapas na cara dele, segura pelas orelhas e grita: -VAI TOMA NO CU! NAO TA VENDO QUE EU TE AMO PORRA?!

Se nao der certo, FAIL!

Assim que se resolve!