There was an error in this gadget

9/22/2006

Mau humor de sexta feira em casa

Alguém me explica o que é que eu to fazendo em casa sexta feira a noite!??!?! Ah é...lembrei... sem companhia pra sair...e bem num dia/semana que eu nao to querendo ficar sozinha nem um segundo... Valeuzão hein todo mundo!?! beleza é assim mermo!! Cada um caça seu canto e foda-se!
Ow... aproveita e me explica... que é que eu to fazendo por aqui hein!? É...aqui mesmo... na frente dessa p#¨#@% de computador... em casa... em GV... no Brasil.... Porque é que esta insigne criatura não se mandou enquanto era tempo?!? Talvez tinha evitado alguma coisa... algum constrangimento... ou vários.... talvez tivesse evitado se apegar... a coisas/pessoas/sentimentos/momentos.... fugazes....
Em resumo, to feliz nao.... e NAO È TPM!!!
Pra não ser 100% inútil tua vinda a esta página, deixo esta música que eu gosto bastante de ouvir mas que não tem nada a ver com o post...
Construção - Chico Buarque
Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego
(...)
Por esse pão pra comer, por esse chão prá dormir
A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir
Por me deixar respirar, por me deixar existir,
Deus lhe pague
Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir
Pela fumaça e a desgraça, que a gente tem que tossir
Pelos andaimes pingentes que a gente tem que cair,
Deus lhe pague
Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir
E pelas moscas bicheiras a nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir,
Deus lhe pague
Sim. dessa primeira parte a última palavra de cada verso é uma proparoxítona acentuada... lalala

1 comment:

Ariadne Celinne said...

É um saco né?
mas tem q despejar no pc mesmo.
flw, bjs.