There was an error in this gadget

6/07/2007

In Memorian...

Quando a gente recebe uma noticia assim ao acordar, a dor começa a doer e não quer mais parar, cabeça dá umas voltas estranhas e te faz assistir a um filme compriiiido desde um carnaval em épocas de rock in rio, passando por tanta coisa... tanta coisa importante, tanta coisa banal.


Flávio Taborda de Oliveira


ou simplesmente Favim


Ai que saudades que vai ficar aqui comigo agora que você se foi.

Meu Papai do Céu, acolhe o Favim, consola a família dele... e eu tb.

Pq ele é um amigo que vai me fazer muita muita falta.

É uma ausência que vai me doer todo santo dia

especialmente neste Santo dia.

Corpus Christ.

E todo ano vai ser feriado,

E todo ano eu nao vou ter nada pra fazer neste dia

E todo ano eu vou ter o dia todo pra chorar vc.



Foi quem me fez pegar num microfone pela primeira vez

Foi quem me encorajou a assumir o que eu amo fazer

Foi quem me chamou de Mariaritalizadora

E me convenceu disso.


E o que mais me dói.... É que aquele adeus, não pude dar.


E não tem nenhuma música que se eu cantar inteira, retrate o que eu to sentindo...

Talvez um dia eu escreva uma.







"Eu enlouqueceria se morressem todos os meus amigos".





3 comments:

Lipelove said...

...

Mariana Freire Cabral said...

Nem tenho o que dizer...
De alguma forma... por algum motivo, sinto-me masi a vontade em escrever. Por isso fiz este blog.

Não sei se escreverei nele outra vez nessa vida... nem sei se postarei outra foto no meu flog também. Também não sei se algum dia voltarei a respirar como respirava antes... mas... aki dentro dói, cmomo nunca pensei que fosse doer antes.

beijos...
te amo!


PS: profundíssimo o comentário do Felipe.

Mariana Freire Cabral said...

Ler oq?
É tudo um monte de merda mesmo.

Não fará falta a ninguém, acredite.

No flog, só há fotos caretas de corais que ninguém nem gosta de assistir e ainda a guitarrista erra o solo mais massa.

No blog... só palavras que ninguém entende porque não conhece verdadeiramente a história.

É realmente uma perda de tempo parar para lê-las.