There was an error in this gadget

3/26/2007

sem porquê

eu sei quando isso começou
eu sei o que houve depois
eu sei o que eu quero
mas nem faço idéia do porquê

afinal, não tem nada a ver
esse jeito de se pentear
esses pequenos vícios
essas marcas só suas
e essa risada meio bêbada
não tem nada a ver comigo

não me vejo nesse sofá
não é minha mão que enlaça a sua
nunca é

bem que eu queria que fosse
mas não acho o porquê desse querer
de jeito nenhum

mas quero. sonho.
não me atrevo a correr atrás
isso não é correr atrás
nunca foi
são passos de tartaruga esses meus
os seus são de um "Robson Caetano"

não faz sentido eu te querer
não faz sentido eu não te ter
não faz sentido a escassez de possibiliadades
não faz sentido eu te gostar

(é. te gosto.)

mas na minha sincera opinião
(que nem é lá tãão importante assim)
às vezes não tem que fazer nenhum sentido
gostar basta
sem ter porquê

No comments: