There was an error in this gadget

2/17/2010

Rio, Rio e GV



Aviso. O post é enorme. Nem vale a pena. São só pequeninos desastres e Murphyces que me acontecem




To devendo esses 3 posts desde o começo do mês. Sim. Três. todos aqui.





_______________________________________________________






RIO DE JANEIRO - O fim de semana que antecedeu o carnaval




Desde a segunda feira eu ja havia comprado minha passagem de ida, só não tinha comprado a passagem de volta ainda porque o salário só entraria na conta na sexta feira. Dia em que eu iria viajar.

Assim sendo, o planejado era: acordar mais cedo, passar no banco, ir pro trabalho, na hora do almoço comprar uma mochila, arrumar minhas coisas (que eu levaria pro trabalho) na mochila, esperar o dia passar, dar um jeito de ficar enrolando no centro de BH até 23h e tcharaaaam... ir pro Rio.



Mas o que aconteceu foi: acordei atrasada, perdi o onibus das 7h, peguei o das 7:10h, o onibus quebrou, entrei junto com umas 40 pessoas no proximo onibus, onde ja havia mais 40 pessoas, e fui pro trabalho fantasiada de sardinha em lata e...aaah que beleza o transito engarrafado na Av. Amazonas. Cheguei atrasada.


Mas tudo bem... na hora do almoço passaria no banco e o plano seguiria normal. aaah falô! té parece ¬¬



Na hora do almoço, o banco lotado (lógico, 5° dia util do mês), perdi quase uma hora na fila e o salário? cadê?? poisé. nao tinha entrado na conta ainda >.<



De tarde, fiquei vigiando o saldo bancário, e assim que constou o depósito, dei uma fugida pra ir ao banco. Sim. Fugi mesmo. Lá no meu trabalho a gente não pode sair no horário de trabalho e tal, mas dei meu jeito. Corri pro banco, um colega (Cristiano) foi comigo, ele tava fora do turno dele. E, no momento em que eu estava sacando o dindin, o Cristiano pula na minha frente e me diz: - disfarça. sua supervisora tá aqui.



Oi?!!??! Justo ela??? Fiquei ali me escondendo atrás dele até ela ir embora e, logo que ela saiu, saímos correndo de volta pra empresa. Antes de chegar, dei uma topada com o dedão numa pedra.


Mas tudo bem, esperei o dia passar, saí do trabalho, mas deixei minhas coisas lá, fui ao Shopping Oi, comprei minha mochila - e as lojas ja estavam fechando quando eu fui lá - voltei ao trabalho, arrumei minhas coisas na mochila e saí a procura de quem quisesse enrolar num boteco até as 23h ...rs


Combinei com o Flávio de encontrar com ele, daí a 40 minutos mais ou menos, na porta do Butecando, fui pra lá e fiquei esperando duas horas ¬¬ . Mas tudo bem, porque daí chegaram o Nerd, o Danilo, a Jana a Karen e, por ultimo, o Flavio.


Deu minha hora, fui pra rodoviária, entrei no onibus e a viagem foi OK até Juiz de Fora. Foi aí que o motorista abriu a portinha e disse: "Parada em Juiz de Fora, 15 minutos. Depois nós vamos ter que ir à Garagem porque o carro apresentou uns pobremos e pode ser que vamos ter que trocar"


Pooooisé, tava tudo taaao lindo, mas tivemos mesmo que ir à garagem e trocar de onibus por causa de uns "pobremos" na repimboca da parafuseta. as cheguei ao RIO!!! Então pronto, meu amor tava lá me esperando, fds seria perfeito, como sempre, ao lado do meu bem, sem nada de Murphístico acontecendo... errr... mais ou menos né? Afinal, sou eu.


Pegamos o bus pra Nova Iguaçu, porque o Gus resolveu almoçar na casa da mãe dele. Um calor desgraçado, digno dos piores calores de GV. Fomos primeiro pra casa da vó dele. tomei um banho gelado diliça... dormimos um tiquinho e fomos pra casa da mãe dele. aí tudo bem, almoço, um clube pq nao dava pra ficar dentro de casa com aquele calor, e depois o Gus combinou com a Karen de sairmos. O namorado da minha sogrinha insistiu em emprestar o carro e fomos. Um barzinho, amigos do Gus, batemos papo e coisa e tal. Hora de ir embora. O carro tinha ficado estacionado em um posto de gasolina, pegamos o carro, deixamos a Ju e o Joao na metade do caminho e quaaase na casa da Karen, o carro morre. Por quê? ga - so - li - na. E estávamos beeem beeem longe de qualquer posto.


Exatamente. o ponteiro nao acusou que tava na reserva, estacionamos em um POSTO DE GASOLINAAAA e saímos de la com o carro SEM GASOLINAAAA. Odeio quando Murphy resolve usar essas ironias. Hunf


Mas tudo bem, dormimos na casa da Karen, no dia seguinte resolveu-se o problema do carro, voltamos pro Rio. Achamos que ia ser o tempo certinho de chegar em casa, almoçar e irmos pra rodoviária.


Rá!


O ônibus saía as 14h. Chegamos em casa às 13h. Resultado: correria. Mas peguei o bus e vim embora. FIM.




____________________________________________________

RIO DE JANEIRO - O fim de semana do carnaval


Saí de BH dia 12 e voltei dia 16. O intervalo entre o dia que saí e o dia que cheguei é tudo uma coisa só. Não sei o que aconteceu no primeiro dia, ou no segundo e tal. Apenas vou fazer constar os fatos Murphísticos.


IDA: Tudo tranquilo, dormi em BH e acordei quando entramos na Av. Brasil, no Rio. Era 06:50h. Demorou mais uma hora e meia pra chegar na Rodoviária. Puta trânsito fdp!!!! Tão parado, mas tão parado, que dava pra ler e reler 4 vezes cada frase do Gentileza a caminho da rodoviária


TAXISTA: Saindo da Lapa (nao lembro que dia) pegamos um taxi. Eu tava com uma dor estranha, tipo cólica. éramos 5 passageiros: Gus, Ivan, Karen, Bia e eu. Nos esprememos no taxi e távamos indo quando alguém avisou o motorista que um dos pneus tava beeem baixinho. Ele perguntou se não importávamos dele parar num posto pra calibrar. Paramos. Num lugar beeeem esquisito, perto da Central do Brasil, tudo meio tenso. Dae o motorista do taxi fala: "Tem que descer. Furou o pneu" E eu pensei: "FUDEU"


Descemos do taxi querendo arrumar um jeito de sair dali, o motorista foi até la na frente ver se achava um taxi pra nós, mas nenhum taxista queria levar 5 passageiros. Eis que meu maninho, Ivan, propôs trocar o pneu pra gente poder seguir. Pneu trocado, vamo que vamo! E o carro dá aqueeeela engasgada antes de finalmente pegar ... #medinho


Nao sei se o taxista tava alterado ou o que, mas o fato eh que ele entrou na contramaão na Av. Brasil (e neste momento eu pensei: FUDEUU) depois ele entrou num lugar lá, debaixo de um viaduto ou sei la o que, que nao tinha saída e saiu subindo na calçada, raspando o fundo do carro ( e eu pensei: FUDEUUUUU), e ainda paramos numa blitz... GRAZADEUS que o guardinha foi bonzinho e ignorou o fato de sermos 5 no taxi. E ainda teve um belo momento em que o taxista perguntou: "hummm, onde a gente tá aqui?" e quando eu descobri que o Gus também nao sabia eu pensei: AGOOORA FUDEUUUOOÔÔÔ!!!


Mas no fim das contas chegamos em casa e o taxista, conforme combinou com o Ivan, não cobrou a corrida, por causa da troca de pneu e talz.


A PIZZA: Há tempos o Gus fazia propaganda da "melhor pizza do mundo" do Rio. A pizza da Domino's. Num dia la entao, depois de sairmos da praia,Gus, eu e Eron, fomos na tal Domino's, CARALEO que pizza deliciosa. JURO. Uma das melhores que ja comi. Meia Calabresa, Meia frango, comemos quase tudo. Sobrou um pedaço. Gus e Eron resolveram partir ao meio, o Gus tava terminando o pedaço dele ja quando Eron partiu o dele. Na faca, veio MEIO BICHOOOO!!! Mas tudo bem, a outra metade estava na pizza ainda. Eron reclamou o cara ia dar outra pizza, mas nao teríamos como levar pra casa, íamos de metrô. Então pegamos uma Coca gratis e fomos embora. Por mim, sério, tá tudo bem, nao era no meu pedaço mesmo que estava o bicho. Mas acho que o Eron ta com nojo até hoje. rsrsrs.


Depois que contei isso pralgumas pessoas, me perguntaram se eu nao fiquei com nojo... Poxa, eu comi pizza, nao comi bicho. "Mas e se você comeu algum bicho sem ver??" ... Só posso dizer que o bicho então estava delicioso. Talvez tenha sido justamente isso que deu aquele temparo especial ao molho. rsrs.



O ÔNIBUS: Nesta, eu não estive presente GRAZADEUS! Fomos pra um blocquinho de Carnaval em Botafogo. Um calor do cão, eu desidratando, a gnt andando atrás do triozinho la, cantando aquela unica musiquinha,enfim, cansei e pedi o Gus pra gente ir embora. Fomos andando e tal, paramos pra um lanche, depois fomos pra um shopping la (unica e exclusivamente por causa do ar condicionado), dae fomos pra casa antes do pessoal. Tiramos uma sonequinha gostooosa e o povo chegou e ficou tocando a campainha (nao ouvimos), e ligaram pro celular do Gus e pra casa (os telefones nao estavam no quarto, nao ouvimos tb). Enfim, ficaram um 10 minutos no corredor e o Gus só descobriu porque levantou pra ir tomar agua e ouviu conversa no corredor.


Ao entrarem contaram pro Gus: no onibus que pegaram, entrou um individuo, apontou uma armar pro motorista e mandou seguir, sem parar pra ninguem subir ou descer. TENSO. Mas acho que o cara só queria chegar rápido em casa, pq qdo chegou no ponto dele, mandou parar e desceu do onibus. o pessoal desceu no ponto seguinte. legal né?



A VOLTA: Acredite ou não, foi quase tranquila. calor desgraçado, o onibus nao tava suportando o ar ligado pq tava superaquecendo e tal. Entao, ar desligado atééé em BH. Supimpa.



_____________________________________________________________________

GOVERNADOR VALADARES - o fim de semana seguinte ao carnaval


Fui de trem. muito calor. fez calor o dia todo. a noite toda. foi tudo bem por la. Papai ta bem, Mamãe tá bem, irmã e irmão estão bem, cunhado também, cachorro idem. Voltei na Van do Sr. João. cheguei em BH mais ou menos às 05:30h, dava tempo de ir em casa, tomar banho e ir pro trabalho. E então, Murphy riu.


A BH Bus tava de greve. Não consegui ir pra casa. Não tinha onibus!!! Fui direto pro trabalho e minha tia deu um jeito de trazer meu uniforme.


______________________________________________________________

Foi isso. Eu sempre aviso que o post eh imenso e que nem vale a pena, mas ja que você insiste em ler....


E eu sinto que Murphy está à espreita, me esperando comprar passagem pra qualquer canto... como sempre esteve.

2 comments:

Felipera said...

tudo absolutamente normal... substitua as partes de calor infernal por frio glacial e sabera como foram os meus dias... inclua 1.5mt de neve e tudo se resume.

Gustavo Ribeiro said...

que venha Murphy, pois a gente sempre da um jeitinho de sacanear ele também :)